Cena #1: Peter Mumford (Reino Unido)

Light Paintings / Pinturas de Luz
A série de nove instalações foi criada originalmente para a Catedral Anglicana de Guildford, em Surrey, na Inglaterra, em 2009. Um dos principais designers de luz da atualidade, com uma longa carreira no teatro experimental e na dança, Peter Mumford concebeu as peças para acompanhar os serviços da igreja, mas também para funcionar como dispositivos que, ao explorar as qualidades narrativas e efeitos sensoriais da luz, convidam à meditação visual. 
Capturadas em filme, sequências de variações de luz compõem pinturas de forte presença visual, ao mesmo tempo em que suas cores e intensidades desenham arcos narrativos.
Conhecido pelos deslumbrantes cenários de luz que cria, sobretudo em colaboração com coreógrafos contemporâneos – diz gostar da liberdade que a dança proporciona à criação, graças à demanda por espaços vazios –, Mumford se atém aqui, enquanto material de trabalho, à luz.

PM_YELLOW STAR

Peter Mumford é um dos mais prestigiados designers de luz britânicos, atuando desde os anos 1960 com teatro, dança e ópera. Formado em cenografia na Central School of Art, em Londres, nos anos 1960, foi um dos fundadores do grupo experimental de teatro e mídia Moving Being, para o qual criou cenários, projetos de luz e projeções até os anos 1970. Mais tarde, colaborou com companhias de dança como London Contemporary Dance Theatre, Rambert, Second Stride e Siobhan Davies, e assinou a luz de dezenas de óperas e montagens teatrais. Recebeu o Olivier Award for Outstanding Achievement in Dance (1995), entre muitos prêmios. Assina a concepção visual, cenários e luz da montagem do Anel dos Nibelungos, que estreia no London’s Festival Hall de 2016.

Advertisements