PQ’15: NO MAN’S LAND / TERRA DE NINGUÉM, 2015

NO MAN’s LAND /  TERRA DE NINGUÉM

INSTALAÇÃO + IMPROVISAÇÃO + INSPIRAÇÃO

CROSSROADS, Zlata Ulice, Praga.

concepção:  Aby Cohen

Imagem22 - IMG-20150818-WA0018

http://www.pq.cz/en/galleries/2015/6/25/no-mans-land-politics-installation-zlata-stree
thttp://www.pq.cz/en/galleries/2015/6/19/pq-talks-occupation-i-common-shared-territory-theatre-and-performance

TERRA DE NINGUÉM tem como objetivo existir no contexto da PQ’15 como espaço compartilhado ou em ocupação, no contexto do evento ao vivo, por uma diversidade de elementos reais ou fictícios, deslocados a um tempo e espaço em comum. Uma arena temporária dedicada à justaposição de imagens, opiniões, ideias, ações e reflexão; um lugar de encontro dos elementos que compõe o desenho da cena. Fragmentos de elementos visuais e sensoriais que contêm narrativas e promovem ações, transpondo o território existente ao imaginário, um lugar utópico.  

Um espaço de negociação e de ocupação contínua, durante o evento, onde dois artistas do graffitii art – Galo de Souza, do Brasil e Michal Škapa, da República Tcheca são convidados a criar um espaço narrativo; ocupando a região do CROSSROADS, e Ian Evans, do Reino Unido, a criar uma paisagem sonora interativa, em resposta a um desafio proposto no diálogo e luta com a realidade da cidade.

TERRA DE NINGUÉM Convida curadores, designers, produtores, técnicos e público em geral são convidados a ocupa-lo cenicamente para criar um evento ao vivo, em três momentos:

OCUPAÇÃO 1 O TERRITÓRIO COMPARTILHADO ENTRE O TEATRO E A PERFORMANCE (18 de junho)

Assim como um território conquistado no qual foi fincada uma bandeira, esta ocupação e demarcação é disputada através da linguagem teatral.

 OCUPAÇÃO 2 O ESPAÇO NARRATIVO (21 de junho)

elementos cénicos ocupam esta arena livre, como um palco a céu aberto ou uma galeria, na criação de um espaço narrativo. Contar histórias através de objetos, trilhas e fragmentos que se configuram como elementos fortes no ritual da performance ao  vivo.

OCUPAÇÃO 3 UMA CARTOGRAFIA PARA PQ 15 (24 de junho)

Construção de um mapa 3D como materialização da percepção crítica dos curadores, artistas, estudantes e participantes sobre PQ 15, após uma semana de experiências.

A instalação conta ainda com a contribuição do designer de som Ian Evans, do País de Gales, convidado a criar uma paisagem sonora interativa. Culminado para uma instalação em espaço aberto, público, que vai ao encontro das teorias de Gumbrecht sobre a ‘cultura de presença’ e que estará sob o imprevisto do ‘clima’, reunindo assim os três conceitos da PQ’15: MUSIC   WEATHER  POLITICS

.Sem título-12 - Cross roads plan view new 1st June  1 - Cross roads arial viewCross roads new 4 June back door. Cross roads new 4 June tower of pallet without rail

 

Prague Crossroads – esta “encruzilhada de Praga” está localizada na região onde existe a igreja de St. Ann, fundada por St Wenceslas em 927 D.C.   A principal inspiração para a criação de Crossroads veio do antigo Presidente checo – o dissidente, escritor e dramaturgo Václav Havel. Seu conceito foi um local sugestivo para todos os tipos de reuniões, onde palestras, debates, concertos, performances, exposições, meditação e acontecimentos podem ter lugar num espírito de respeito pela diversidade multicultural do mundo moderno. Seu principal objetivo é responder às necessidades cada vez mais urgentes de diálogos criativos entre pessoas de diferentes crenças, convicções e profissões sobre o estado atual da nossa civilização e os perigos que ameaçam e as esperanças para o futuro

.Imagem7

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s